Passo a passo de como limpar Mexilhões

Miesmuscheln_Mytilus_1

Encontrei esse passo a passo, no site Seriouseats.com

Para muitos, mexilhão é quase um ser mitológico com sua casca impenetrável e sua péssima reputação que todos os bivalves possuem, esse pequeno ser para alguns seu consumo torna-se inalcançável. Gostaria de desmistificar um pouco isso.

Mexilhões são sempre uma perfeita combinação com inúmeros pratos e bebidas.

Da cervejas até o espumante passando pelo vinho branco, todos são perfeitos para prepará-lo.

Sua preparação é tão rápida, que em menos de 5 minutos já estão prontos para serem servidos.

Na Bélgica é um clássico, preparados com cerveja de trigo Hoegaarden, alho, salsa e servidos com batata frita e maionese caseira.

delirium

Mas tome muito cuidado, na preparação de qualquer que seja o bivalve sempre deve adquiri-lo vivo. Isso se dá porque depois que os mexilhões morrem não conseguimos aferir o quanto tempo eles estão nesse estado, podendo estar contaminados por micro-organismos.

Mexilhão não duram muito tempo fora de seu habitat natural, podendo sobrevier desde sua retirada uns 4 a 5 dias aproximadamente. Para isso guarde-os sempre em geladeira e trocando sua água de 12 em 12 horas preferencialmente. Não gosto de congelar mexilhões, é uma opinião pessoal minha pois quando congelados eles morrem e ao cozê-los perde-se muito de seu sabor e suas cascas não abrem de forma tão natural.

Primeiro passo: Limpeza de seus cascos.

20141026-mussels-how-to-food-lab-02

Coloque-os em uma tigela grande, deixe escorrer água abundante e com o auxílio de uma faca pequena, tire as sujidades maiores. Depois, com uma pequena escova, limpe para tirar o lodo que porventura possa ter na casca.

Segundo passo: retirando sua barba.

A retirada da barba é importante porque nela retira-se algumas sujidades de dentro do20141026-mussels-how-to-food-lab-03 bivalve. Além disso, ao retirá-la você mata o mexilhão. Não deixando-o ele sofrer na panela quente. É de suma importância que a retirada da barba seja feita somente alguns minutos antes de o mexilhão ir para a panela. Dessa forma você garante que sua preparação não esteja contaminada. Para retirar a barba, você deve segurá-la e puxar com uma certa força para trás, contra a própria casca.

Terceiro passo: separação dos mexilhões mortos.

como falei, não devemos comer qualquer tipo de bivalve que já esteja morto. Portanto, somente deixando na panela os vivos, que garantirão um alimento seguro

20141026-mussels-how-to-food-lab-04 20141026-mussels-how-to-food-lab-05

Pode-se perceber que a seleção dos mexilhões mortos, é relativamente fácil.

E pronto, estão prontos para serem preparados da melhor maneira que deseje.

Seja a moda francesa com alho poró e champanhe ou a provençal com manteiga de ervas e vinho branco ou usando sua imaginação.

É importante lembrar que devemos desmitificar sobre os mexilhões que foram cozidos e não abriram suas casas devam ser descartados. É comum e natural que alguns desses valves não abram suas cascas depois de cozidos e consumi-los não acarreta em nada em seu sabor ou mesmo em sua segurança portanto não desperdice-os.

Uma referência muito boa sobre mexilhões pode ser encontrada no Seafood Services Australia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s