Sou pobre e não uso MEL DE ENGENHO!!!

queijo_coalho_mel_de_engenho-2

Mel de engenho…

Nada contra o nome, mas eu uso melado mesmo.

Sou pobre e fudido, não tenho tempo de ir no engenho pedir para as abelhas tirarem seu mel…

Vou no mundial e compro um tal de melaço.

Lembro quando o Garcia & Rodrigues em seu auge, no Rio de Janeiro lançou um prato com a seguinte descrição: Queijo de Minas feito até a sua cura máxima servido com farinha ralada de mandioca e mel de engenho…

Eles inventaram o raio gourmetizador e não sabiam…

Amigos, Mel só existe um: o que abelhas.

O resto é firula de marketing.

Trabalhar com comida é coisa séria e enganar o cliente também. 

“Falar mel de engenho é induzir o consumidor à práxis do erro.”

Mel de engenho não é nada mais que MELADO DE CANA

Anúncios

2 opiniões sobre “Sou pobre e não uso MEL DE ENGENHO!!!”

    1. Tarcísio, desculpa a demora na resposta.
      O nome infelizmente não está certo.
      A designação de mel para o português é somente usada para o alimento derivado das abelhas.
      Qualquer outro derivado que não seja de abelhas, ganhará outro nome que não seja mel (pois, ele somente pode ser usado para abelhas).
      O que acontece é que durante os séculos XVII e XVIII os subprodutos do açúcar eram poucos explorados, sendo estes entregues aos escravos como forma de subsistência quando o engenho não fabricava algum destilado a partir desde.
      O produto melado e melaço, nasceu com uma conotação histórica de subproduto de segunda linha e de baixo custo sendo sendo explorado principalmente pelas populações mais pobres que não tinham condições financeiras de adquirir o produto principal, o açúcar.
      O nome “MEL DE ENGENHO”, surge como fruto do marketing já na metade do século XX.
      Dessa forma o melado que era um produto de segunda linha, ganha um nome nobre “mel de engenho” e assim esse nome passou a ser caracterizado para os subprodutos secundários do açúcar.
      Eu realmente não me importo de usar melado em minhas preparações.
      Porém me importo veemente de usar o nome “mel de engenho”, pois esse não é o nome real dele.
      E mesmo se for como você mesmo diz: qual é a real diferença do mel de engenho para o melado.
      Se ambos são os mesmos produtos, não existe porque ter nomes distintos para o mesmo produto.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s