Arquivo da tag: batata frita

Conheça oito alimentos que podem aumentar o risco de câncer

Reportagem tirada do site yahoo, finalmente uma matéria que NÃO É PERDA DE TEMPO por completo. A matéria feita com o Nutricionista Fábio Gome do INCA está muito bem centrada nos alimentos que quando consumimos em demasia e sem controle.

Claro que muita coisa se ingerida em excesso promove o câncer. Devemos sempre usar o bom senso em nossa alimentação. O melhor dos mundos é sempre manter uma atividade física moderada associada com uma alimentação saudável.
Alguns alimentos realmente são grandes vilões e não consigo entender porque vejo tanta receitas DITAS COMO SAUDÁVEIS com eles como por exemplo os embutidos.

Para mim embutido é embutido e jamais será saudável mesmo o blanquet de peru light da sadia.

blanquet

Outros como carnes grelhadas coccionadas em altas temperaturas, acredito que mesclando-as ao longo de nossas vidas, não acarretaremos grandes problemas. Assim como ele comenta no tópico 7 sobre cocções em altas temperaturas eu diria que as carnes preparadas no char broiler (como a imagem abaixo), seriam um dos maiores problemas, pois o equipamento adquire altíssimas temperaturas para grelhar carnes. Mas como falei: parcimônia na alimentação acima de tudo!

De um modo geral a reportagem é muito boa e dissemina a cultura do alimentar de forma mais saudável.

Um abraço a todos e uma ótima Sexta Feira.


SEGUE A MATÉRIA

1 – Carnes processadas

salsichaLinguiça, salsicha, bacon e até o peito de peru contêm quantidades consideráveis de nitritos e nitratos. Essas substâncias, em contato com o estômago, viram nitrosaminas, substâncias consideradas mutagênicas, capazes de promover mutação do material genético.

“A multiplicação celular passa a ser desordenada devido ao dano causado ao material genético da célula. Esse processo leva à formação de tumores, principalmente do trato gastrointestinal”, explica Fábio Gomes.

A recomendação do especialista é evitar esses alimentos, que não contribuem em nada com a saúde.


2 – Refrigerantes

A bebida gaseificada, além de conter muito sal em forma de sódio, possui adoçantes associados aorefrigerante-1 aparecimento de câncer. O ciclamato de sódio, por exemplo, é proibido nos Estados Unidos, mas ainda é utilizado no Brasil, principalmente em refrigerantes “zero”. “Essa substância aumenta o risco de aparecimento de câncer no trato urinário”, conta Fábio Gomes.

Quanto aos adoçantes que podem ser adicionados à comida ou à bebida, o nutricionista diz que ainda não há comprovação científica. “O ideal é que o adoçante seja usado de forma equilibrada, pois é um produto destinado a pessoas com diabetes e não deve ser consumido em excesso pela população em geral”, aponta.


3 – Alimentos gordurosos

BaconFábio Gomes explica que não é exatamente a gordura a principal responsável pelo aparecimento de câncer, e sim a quantidade de calorias que ela agrega ao alimento. A comida muito gordurosa é densamente calórica, ou seja, tem mais que 225 calorias a cada 100 gramas do alimento. “Por esses alimentos geralmente serem pobres em nutrientes, é preciso ingeri-los em grandes quantidades para obter saciedade, o que leva ao superconsumo”, conta o nutricionista do INCA.

Em excesso, esses alimentos provocam obesidade, que é fator de risco para câncer de pâncreas, vesícula biliar, esôfago, mama e rins. A célula de gordura libera substâncias inflamatórias, principalmente hormônios que levam a alterações no DNA e na reprodução celular, como o estrogênio, a insulina e um chamado de fator de crescimento tumoral.


4 – Alimentos ricos em sal

“Se ingerido em quantidade maior do que cinco gramas por dia, o sal pode lesar as células que estão na parede do estômago”, explica o nutricionista Vinicius Trevisani, do Instituto do Câncer de São Paulo. Essa agressão gera alterações celulares que podem levar ao aparecimento de tumores.

Procure evitar alimentos ricos em sal ou mesmo aqueles que usam sal para aumentar o tempo de conservação, como os congelados e os comprados prontos que só precisam ser aquecidos.

Entram nessa lista: carne seca, bacalhau, refrigerantes, pizzas congeladas, iscas de frango empanadas congeladas, macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote, entre outros.

sal


5 – Churrascochurrasco

Na fumaça do carvão há dois componentes cancerígenos: o alcatrão e o hidrocarboneto policíclico aromático.”Ambos estão presentes na fumaça e impregnam o alimento que é preparado na churrasqueira”, explica Fábio Gomes. “Eles também possuem fatores mutagênicos que levam ao aparecimento de tumores.”


6 – Dieta pobre em fibras

O nutricionista Vinicius Trevisani explica que o intestino se beneficia muito pelo consumo adequado de fibras. Elas garantem um bom trânsito intestinal, de modo a eliminar os ácidos biliares secundários, um produto da digestão presente no intestino. Isso evita a agressão às células do intestino e a multiplicação celular descontrolada.

batata


7 – Preparo com altas temperaturas

Alimentos fritos ou grelhados também incorporam algumas substâncias cancerígenas. Ao colocar o alimento crucharbroiler em óleo ou chapa muito quentes (com temperatura aproximada de 300 a 400°C), são formadas aminas heterocíclicas – substâncias que contêm fatores mutagênicos e estimulam a formação de tumores.

O nutricionista Fábio recomenda preparar as carnes ensopadas – modo de cozimento em que não há nenhuma formação de aminas-, ou ainda prepará-las no forno. Dessa maneira, a temperatura do alimento aumenta gradualmente e não chega a níveis tão altos.


8 – Alimentos com agrotóxicos

Não existe uma forma eficiente de limpar frutas, verduras e legumes dos agrotóxicos. “Muitas vezes, esses conservantes são aplicados nas sementes e passam a fazer parte da composição do alimento”, aponta Fábio Gomes. Ele explica que o agrotóxico provoca vários problemas de saúde em quem tem contato direto com esses alimentos, mas ainda está em estudo a sua real contribuição com o aparecimento do câncer.

Como ainda existem dúvidas sobre esses efeitos, o nutricionista orienta evitar opções ricas em agrotóxicos. É melhor consumir alimentos cultivados sem o produto químico, que comprovadamente têm mais vitaminas, minerais e compostos quimiopreventivos. “Estes compostos atuam na proteção e reparação celular frente a uma lesão que pode gerar câncer”, afirma.

agrotoxicos

Anúncios

Passo a passo de como limpar Mexilhões

Miesmuscheln_Mytilus_1

Encontrei esse passo a passo, no site Seriouseats.com

Para muitos, mexilhão é quase um ser mitológico com sua casca impenetrável e sua péssima reputação que todos os bivalves possuem, esse pequeno ser para alguns seu consumo torna-se inalcançável. Gostaria de desmistificar um pouco isso.

Mexilhões são sempre uma perfeita combinação com inúmeros pratos e bebidas.

Da cervejas até o espumante passando pelo vinho branco, todos são perfeitos para prepará-lo.

Sua preparação é tão rápida, que em menos de 5 minutos já estão prontos para serem servidos.

Na Bélgica é um clássico, preparados com cerveja de trigo Hoegaarden, alho, salsa e servidos com batata frita e maionese caseira.

delirium

Mas tome muito cuidado, na preparação de qualquer que seja o bivalve sempre deve adquiri-lo vivo. Isso se dá porque depois que os mexilhões morrem não conseguimos aferir o quanto tempo eles estão nesse estado, podendo estar contaminados por micro-organismos.

Mexilhão não duram muito tempo fora de seu habitat natural, podendo sobrevier desde sua retirada uns 4 a 5 dias aproximadamente. Para isso guarde-os sempre em geladeira e trocando sua água de 12 em 12 horas preferencialmente. Não gosto de congelar mexilhões, é uma opinião pessoal minha pois quando congelados eles morrem e ao cozê-los perde-se muito de seu sabor e suas cascas não abrem de forma tão natural.

Primeiro passo: Limpeza de seus cascos.

20141026-mussels-how-to-food-lab-02

Coloque-os em uma tigela grande, deixe escorrer água abundante e com o auxílio de uma faca pequena, tire as sujidades maiores. Depois, com uma pequena escova, limpe para tirar o lodo que porventura possa ter na casca.

Segundo passo: retirando sua barba.

A retirada da barba é importante porque nela retira-se algumas sujidades de dentro do20141026-mussels-how-to-food-lab-03 bivalve. Além disso, ao retirá-la você mata o mexilhão. Não deixando-o ele sofrer na panela quente. É de suma importância que a retirada da barba seja feita somente alguns minutos antes de o mexilhão ir para a panela. Dessa forma você garante que sua preparação não esteja contaminada. Para retirar a barba, você deve segurá-la e puxar com uma certa força para trás, contra a própria casca.

Terceiro passo: separação dos mexilhões mortos.

como falei, não devemos comer qualquer tipo de bivalve que já esteja morto. Portanto, somente deixando na panela os vivos, que garantirão um alimento seguro

20141026-mussels-how-to-food-lab-04 20141026-mussels-how-to-food-lab-05

Pode-se perceber que a seleção dos mexilhões mortos, é relativamente fácil.

E pronto, estão prontos para serem preparados da melhor maneira que deseje.

Seja a moda francesa com alho poró e champanhe ou a provençal com manteiga de ervas e vinho branco ou usando sua imaginação.

É importante lembrar que devemos desmitificar sobre os mexilhões que foram cozidos e não abriram suas casas devam ser descartados. É comum e natural que alguns desses valves não abram suas cascas depois de cozidos e consumi-los não acarreta em nada em seu sabor ou mesmo em sua segurança portanto não desperdice-os.

Uma referência muito boa sobre mexilhões pode ser encontrada no Seafood Services Australia

Review Actifry – ARNO

arno_actifry_principal

Resolvi fazer essa resenha, porque percebi a quantidade de dúvidas que os leigos possuem sobre esse equipamento.

Não é nenhuma novidade, o que esse equipamento traz. Na verdade seu método de cocção já é conhecido a muito tempo e usado em muitos fornos profissionais e industriais. É o método de cocção por indução direta de calor por actifry2meio de ar ultra quente. O nosso maior conhecido é o forno combinado, onde podemos observar uma turbina central que impulsiona jatos dar ar quente em toda a câmara onde os alimentos são produzidos.

Então qual é a grande diferença de preparar um alimento nos tradicionais métodos de indução direta por calor e na ACTIFRY?

A arno projetou uma solução muito simples para um problema que acontecia com todos os alimentos coccionados por esse tipo de equipamento. Colocando um sistema giratório para o alimento, desta forma assando por igual.

Toda vez que usava esses equipamentos de indução direta, o mesmo problema ocorria. Os alimentos ficavam com uma crosta muito dura por cima e nada por baixo. Isso acontecia pois o alimento ficava estático na câmara de cocção.

airfryerNa fritura tradicional obrigatoriamente, temos o alimento em imersão e óleo. Dessa forma todo o alimento estará sendo frito por igual. O que não acontece nesses equipamentos tradicionais de indução por ar quente, pois o alimento fica estático!!!

Outro problema que os equipamentos de cocção por ar quente possuem é que o alimento fica “entulhado” em uma cesta, dessa forma a parte de baixo nunca fica completamente “frita”

Lembrando, que o termo “frito” nesse tipo de alimento é apenas uma ANALOGIA ao método de cocção por imersão em óleo, pois quando você cocciona qualquer alimento em um equipamento de cocção por indução de ar quente, na verdade o termo correto seria “assar”

Bom, assado ou frito para mim não importa. Pois eles acertaram em cheio nesse aparelho, de modo que

o alimento chega bem próximo ao frito por imersão.

Na verdade ouso acrescentar um novo conceito em frituras:

  • os alimentos fritos por imersão em óleo;
  • os alimentos fritos sem imersão em óleo;

Como Nutricionista, percebo a dificuldade das pessoas em se desvencilharem da MALDITA E ENDEMONIADA fritura.

Desta forma, conseguimos uma preparação muito saudável e com um paladar muito próximo ao desejado na Fritura por imersão.

Bom para nossa saúde,

Maravilhoso para nosso bolso,

E contribuímos para menos poluição no meio ambiente.

Adote esta ideia!!!

Inventora cria “Vending machine” de batatas fritas!!!

batatafrita

A reportagem saiu na revista veja no caderno de nutrição no dia 30/08/2013. Ufaaaa, quase no dia do nutricionista.

Não que eu seja contra ou a favor das batatas fritas. Para mim, tudo tem que ser com moderação.

Mas em se tratando de batatas fritas na Bélgica dá até briga falar mal delas. Juntamente com a cerveja elas formam um grande ícone do país.

Apesar do nome popular delas em inglês seja FRENCH FRIES, os belgas se vangloriam de terem sidos os primeiros a inventar essa preparação tão popular. Porém os franceses advertem: “foram inventadas na Bélgica com a ajuda dos franceses.”

Mesmo na reportagem transparecer que a tal dona da ideia, inventou a máquina do século, a mesma já era conhecida a muito tempo.

Acredito que seja novidade para os repórteres da Revista Veja.

Confiram o vídeo no site da veja: Inventora cria ‘vending machine’ de batatas fritas