Arquivo da tag: easy reciple

Biscoitinhos tipo sequilhos. Você escolhe, sem glúten ou não

 

O objetivo desse biscoito é servir como base para outros tantos que você poderá fazer.

É um biscoito básico que servirá para auxiliar em sua imaginação, podendo transformá-lo em sem glúten, ou então, ricos em aveia bem como prepará-los de chocolate, bastando fazer pequenas modificações na receita.

Para adicionar aveia, basta substituir a farinha de trigo pela farinha de aveia. Caso deseje acrescentar pedaços de chocolates e, deixar em estilos cookies, acrescente 350g de chocolate meio amargo em pedaços à receita tradicional ou ao sem glúten, não deixando perder suas características.

Gosto pela praticidade, ser relativamente neutro e todas as crianças adoram.

Pratique essa ideia,  faça biscoitos caseiros para seus filhos e sua família. Dessa forma, além de você economizar, também, saberá exatamente o que está comendo.

Abaixo, fiz duas receitas. Uma elaborada com amido de milho, farinha de trigo integral (Tradicional) e, a outra com a substituição para deixá-la sem glúten.

Tradicional:

  • 700g de amigo de milho
  • 300g de farinha de IMG_6669trigo integral
  • 350g de açúcar demerara
  • 300g de manteiga
  • 1und. ovo
  • 200 a 250ml de água

Sem Glúten

  • 700g de amido de milhoIMG_6667
  • 300g de farinha de arroz integral
  • 350g de açúcar demerara
  • 300g de manteiga
  • 1 und. ovo
  • 200 a 250g de água

Preparo:

  • Misturar todos os ingredientes (menos a água) em um bowl;
  • Ir acrescentando a água aos poucos até adquirir a consistência de IMG_6671uma massa homogênea e sem grudar nas mãos;
  • Fazer pequenas bolinhas e colocar direto em uma forma de teflon;
  • Dar pequenas amassadas com o garfo nas bolinhas;
  • Colocar no forno à 200°C por aproximadamente 15 a 20 minutos ou até que o fundo dos biscoitinhos estejam ligeiramente corados. Deixar esfriar antes de retirar da forma;
Anúncios

Aprenda a fazer REQUEIJÃO verdadeiramente CASEIRO

IMG_6613

O termo “caseiro” virou mais que moda, é um “mote”.

Porém, muitos não tem a menor ideia de como usar da maneira correta.

Para ser caseiro, devemos usar a menor quantidade possível de ingredientes processados, ultra processados e principalmente corantes e flavorizantes. Devemos obter o sabor de nossas preparações sem a interferência de produtos químicos, mesmo que eles sejam obtidos por meio de produtos naturais.

Movimento Comida de VerdadeComo parte do Movimento comida de Verdade, farei para vocês um requeijão verdadeiramente caseiro.

A receita é muito simples e pode ser feita de diversas maneiras, bastando ter um pouco de criatividade você terá sempre a mãos um requeijão de altíssima qualidade e o melhor de tudo VOCÊ SABE O QUE TEM DENTRO DELE, pois no produto industrializado, quem garante: como foi produzido, onde foi produzido, a maneira como foi armazenado e a quantidade real dos ingredientes ali dentro inseridos.

SEGUE A RECEITA

INGREDIENTES:

  • 350 a 400g de queijo minas padrão
  • 500ml de creme de leite fresco
  • 1 pedaço pequeno de cebola
  • 1/3 de dente de alho inteiro

MODO DE PREPARO:

  • Cortar o queijo em quadrados pequenos, colocar no liquidificador e deixar reservado;
  • Adicionar o creme de leite fresco em uma panela com a cebola e o alho. Colocar em fogo alto até levantar fervura. Quando isso ocorrer apague o fogo e despeje diretamente no copo do liquidificador;
  • Ligar o liquidificador na potência máxima e deixar bater bem até homogeneizar a massa; Logo em seguida colocar na potência baixa e deixar bater por aproximadamente 2 minutos.
  • reservar em potes de vidros já previamente esterilizados.

A receita, rede 3 potes de 200g e custa em média R$5,00 cada pote.

Você poderá guardar os potes no freezer por até 4 meses.

Em geladeira eles duram no máximo 7 dias em geladeira.

Quando for descongelar, utilize uma faca de pão para homogeneizar novamente o requeijão depois de descongelado.

IMG_6595

Brócolis “crispy” com limão e alho

image

Receita transcrita do site Smitten Kitchen.

Adoro trabalhar legumes e leva-los ao forno para deixarmos crocantes.

A receita também pode ser feita com o nosso bom e velho conhecido quiabo.

Para a receita você irá precisar de:
– brócolis (a receita usou o americano, porém acho o nosso nacional 1000 vezes mais saboroso, podendo ser substituído)
– limão (na receita foi usado lima da Pérsia, porém você pode usar o nosso limão tradicional)
– sal
– pimenta do reino moída na hora
– azeite
– alho picado

image

Pique o brócolis, separando suas flores do seu caule.

image

Para aproveitamento do caule: com um descascador, descasque a parte mais fibrosa do caule e suas cascas. Dessa forma conseguirá comer o caule sem muitas fibras desagradáveis.

image

Depois disso, pique ligeiramente o caule em pedaços menores que facilitarão quando forem para o forno.

image

Depois disso, em uma assadeira distribua o brócolis e regue com azeite, tempere com o sal e a pimenta do reino moída na hora. Por último, salpique o alho picado e misture bem.
Leve a assadeira em forno bem alto e asse o brócolis até que fique com essa cor dourada de cinema (rsrs).

image

Mas cuidado para não colocar muito azeite, e deixar a preparação encharcada.
Essa é uma ótima maneira de mudar um pouco a maneira de encararmos alguns legumes.

Comumente as pessoas sempre cozinham o brócolis, mas esquecem de suas infinidade de preparações que podemos criar a partir deles.

Muitos legumes quando assados diretos sem terem sido cozidos, preservam boa parte de seu sabor original e na maioria das vezes se intensificam.

Dessa forma, nossa dieta poderá sempre se renovar e deixá-la sempre com novos sabores e principalmente sem monotonia.

Risoto de gorgonzola com cranberries

risotocranberrie14

Minha inspiração para a elaboração dessa receita surgiu quando passei no Paraguai e, vi Cranberries desidratados para vender. Na mesma hora, apaixonei-me pelo produto, minha vontade era levar uma caixa inteira para mostrar no Brasil. Havia uma infinidade de produtos que não conseguimos ver em nossas prateleiras.

Na hora resolvi fazer um risoto, pois ele combina com tudo, seja em uma preparação doce, salgada ou mista. Ele se ajusta perfeitamente com diversos espectros de sabores.

A receita é super simples de se fazer e segue a base de risoto tradicional.

Logo abaixo da receita, inseri o passo a passo com fotos.

Redimento: 2 pessoas

tempo de preparo: 15 a 20 minutos

INGREDIENTES

risotocranberrie5

  • 1/2 cebola
  • 1 xícara (chá) de cranberry desidratado
  • 100g de gorgonzola
  • 1 cálice de vinho branco seco
  • 2 colheres (sopa) de manteiga
  • 150g de arroz arbóreo
  • 4 a 5 cálices de água

MODO DE PREPARO

    1. Cortar a cebola em quadradinhos pequenos;
    2. Em uma frigideira média, colocar 1 colher (sopa) de manteiga e deixar derreter;
    3. Acrescentar a cebola e refogar até que fiquem transparentes;
    4. Acrescentar os Cranberries na frigideira e deixar refogar por mais um minuto;
    5. Acrescentar o arroz e refogar por mais um minuto;
    6. Acrescentar o cálice de vinho e mexer o arroz até que o vinho evapore por completo;
    7. Ir acrescentando água ao arroz aos poucos e sempre mexendo vigorosamente;
    8. Acrescentar metade do gorgonzola a preparação e mexer sempre;
    9. Ir acrescentando água ao arroz até que ele fique no aspecto “ao dente” (uma textura de semi-cozido);
    10. Quando o arroz estiver “ao dente” colocar no final uma colher de manteiga e mexer muito bem e, logo em seguida acrescentar o restante do gorgonzola picado e mexer novamente;
    11. Servir ainda quente;

DICAS:


Para o preparo do risoto fogo sempre médio para baixo.

Como sei da dificuldade de encontrar Cranberries desidratados no Brasil, essa receita também é válida para qualquer fruta desidratada que mescle bem com o gorgonzola. O que não é difícil, pois o gorgonzola combina também com uma infinidade de produtos, como: damasco seco, pêra desidratadas, ameixas secas (usar metade da quantidade), figo desidratado, dentre outras.

Usei água ao invés de caldo, eu prefiro, pois os caldos industrializados modificam o sabor do alimento e, mesmo se tivesse um fresco preferiria a água por ser neutra e, deixar “fluir” melhor o paladar, pois queria dar ênfase à mistura do sabor do cranberry com o gorgonzola.

Related articles