Arquivo da tag: nutrição

Pão de Hambúrguer sem glúten – Especial GreenNation

img-20161125-wa0223

Fui convidado para participar de uma das oficinas de alimentação saudável (para crianças e adolescentes) para o evento GreenNation.

Resolvi então refazer uma receita de pão de hambúrguer que já tinha feito em outra ocasião, junto com duas receitas de hambúrgueres caseiros para acompanhar.

Falar de ambiente e sustentabilidade na alimentação para mim é importantíssimo pensar em todos os referenciais que tenho sobre commodities e mercadoria.

Por isso acho importante a divulgação de novas preparações que fujam dos habituais produtos das prateleiras dos supermercados. Prefiro pensar que quando eu deixo de comprar um hambúrguer industrializado estou “quebrando” toda uma cadeia produtiva de consumo que se baseia em: embalagens, conservantes, ingredientes desconhecidos e total desinformação da quantidade de insumos que foram colocados ali dentro.

Para vocês terem uma ideia, a Portaria Ministerial nº 574, de 8 de dezembro de 1998, regulamenta que hambúrgueres industrializados podem conter até 23% da gordura animal daquele produto específico. Isso quer dizer que, em cada 100g de hambúrguer que preparo estou consumindo 22g de gordura animal (2 COLHERES DE SOPA CHEIAS DE SEBO).

Dessa forma eu sempre preferi a ideia de nós mesmo fazermos nosso próprio alimento.

Assim: eu sei como eu fiz, eu sei a qualidade dos produtos ali utilizados e as condições higiênicas ali envolvidas.

Bom, vamos as receitas.


Pão de hambúrguer de polvilho sem glúten

Rendimento: 20 mini pães

Ingredientes:

  • 8 xícaras de polvilho azedo
  • 8 ovos
  • 4 batatas pequenas
  • 2 colheres de café de sal
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 140ml de azeite
  • 2/3 de farinha de linhaça
  • 20 gramas de fermento biológico seco

Modo de preparo:

  • cozinhar as batatas com casca. Depois de cozidas, amassar até obter um purê. Esperar esfriar antes de misturar com os outros ingredientes.
  • Em uma tigela, coloque todos os ingredientes e misture muito bem.
  • Fazer pequenos boleados com as mãos e coloque um a um em uma forma untada ou então antiaderente.
  • Para mini Hambúrgueres, utilize 60g de massa.
  • Para Hambúrgueres tradicionais, utilize 100g de massa.
  • Deixar a massa descansando por uma hora, para fermentar em um local quente e arejado.
  • Colocar o forno para esquentar em 300°C e deixar por 10 minutos.
  • Ao colocar os pães no forno, abaixar a temperatura para 190°C. deixar por aproximadamente 30 a 45 minutos. ou até que o fundo da massa esteja ligeiramente corados.

Hambúrguer de grão de bico vegano

Rendimento: 4 porções

 Ingredientes:

  • 100g Grão de bico
  • ½ unidade pequena de cebola
  • 50g de Azeite
  • 1 colher de chá Sal
  • Pitada de pimenta do reino
  • Quanto baste de amido de milho
  • 1 molho pequeno de salsa

 Modo de preparo:

  • Cozinhar os grãos de bicos previamente e descartar sua água de cocção. Deixar em um bolw por duas horas afim que seus grãos fiquem mais secos.
  • Passar os grãos de bicos no processador até que fique em consistência homogênea.
  • Adicionar a cebola micro picada, o sal, o azeite, a pimenta e a salsa picada. Misturar bem.
  • Por último, acrescente o amido de milho e vá misturando aos poucos até obter uma consistência adequada para moldar a massa com as mãos.
  • Pegar uma quantidade suficiente para fazer os moldes dos hambúrgueres com as mãos.
  • Depois de moldados, untar levemente com amido de milho.
  • Colocar azeite em uma frigideira e gralhar os hambúrgueres até ficarem dourados.
  • Montar o hambúrgueres e servir.

 

Hambúrguer tradicional

Rendimento: 4 porções

 Ingredientes:

  • 350g Carne moída processada duas vezes (patinho, ou lagarto plano)
  • 2 colheres de sopa de cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de chá de Sal
  • Pitada de pimenta do reino

 Modo de preparo:

  • Processar a carne moída duas vezes, afim de que ela fique bem misturada.
  • Em uma tigela, adicionar o azeite, sal, pimenta e o alho picado. Misturar bem e amassar bem com as mãos ou com o auxílio de um batedor.
  • Separar as carnes em bolos de 100g. fazer os moldes, boleando com as mãos.
  • Colocar azeite em uma frigideira e gralhar os hambúrgueres até ficarem dourados.
  • Montar o hambúrgueres e servir.
Anúncios

Somos todos OTÁRIOS!

logo-minhavidaNão é a primeira vez que o yahoo Minha Vida faz um erro boçal deste e provavelmente não será a última.

Tudo isso porque existe uma falta de empenho total e completo de fazer as reportagens com maior comprometimento com o alimento e as ciências da Nutrição.

A reportagem era sobre o Couve-flor pertencente a família das brássicas onde também estão classificadas o repolho, brócolis e a couve.

Conseguiram confundir couve flor com brócolis, INACREDITÁVEL!!!

Sem mais o que comentar,  (clique na foto para ampliar)

couveflor-brocolis

Decorando com Temperos. Uma ideia criativa e gostosa

Vamos decorar nossas casas com alimentos?

A magia da Natureza está nos detalhes que somente ela pode nos proporcionar.

Deixar um tempero crescer dentro de uma taça de vidro ou mini vasinho pode ser um excelente elemento decorativo e ainda por cima, de tempos em tempos, ainda pode comer a decoração.

Vejam como fica fácil:

1 – Cebolinha:

Como fazer: Mergulhando-as em um copo com água, que deve ser trocada todos os dias, em breve, você contará com uma plantação de cebolinhas hidropônicas

2 – Alho:

2alho

o alho, apesar de você não conseguir aproveitar o dente, suas folhas que crescem dão um excelente tempero e sabor marcante de alho e fica lindo na janela da sua casa também.  Suas folhas vão muito bem com, carnes cozidas, batatas e legumes em geral.

Como fazer:  Se você mergulhar os dentes de alho em um copo com um pouco de água (sem cobri-los) e trocá-la sempre que ela ficar turva, logo irá se deparar com os brotos de alho. Em dez dias você já poderá cortar.

3 – Manjericão

5manjericao

O manjericão dá um pouco mais de trabalho para se fazer, porém fica muito delicado em cima de um móvel solitário ou em uma prateleira.

Como fazer:  Separe um galhinho do manjericão e corte com uma faca de lâmina afiada logo abaixo dos nós (de onde saem novas folhas e galhos), deixando a muda com cerca de 10cm de altura. Tire todas as folhas dos galhinhos, deixando apenas as da parte superior. Mergulhe-os em um copo cheio de água, deixando apenas as folhas para fora. Mantenha o copo em um local fresco, mas que bata a luz do Sol, e troque a água de vez em quando. Raízes vão nascer e quando atingirem cerca de 5cm de altura, separe cada galhinho em um novo copo. Cuide para que as plantas tomem cerca de 6h de Sol por dia. Demora um pouco, aproximadamente 45 dias mas ficarão lindos.

Com isso ainda conseguimos alguns temperos orgânicos que irão ir além de uma decoração qualquer. Poderá comer e temperar suas comidas e sempre terá novos sabores em sua mesa.

O Yahoo e suas Hediondas notícias sobre Nutrição

yahoo-logo

Se eu ganha-se R$1,00 por cada notícia vinculada de Nutrição que não passa de uma grande baboseira atômica acho que estaria rico.

A cada dia que passa vejo mais e mais conteúdos sem o menor vínculo com o bom-senso.

É cada uma que tenho que ver e ler. Infelizmente as vezes muitos desses conteúdos são vinculados por profissionais do ramo. O que me deixa deveras triste com isso, pois denigrem a imagem da profissão e deixam o público leigo cada vez mais confuso a respeito.

A bola da vez é o Yahoo que sempre posta notícias sobre nutrição que na maioria das vezes é deturbada ou completamente nonsense com a realidade.

E aprenda a preparar sucos que ajudam a clarear os dentes!!!

Apesar de parte do conteúdo ser verdade, boa parte dele é completamente deturbado da realidade. O que torna a informação bem danosa para quem lê

Vejam bem:

O alimento passa pela nossa boca e fica aproximadamente 10 a 20 segundo nela, durante esse tempo, exercemos a mastigação.

Quando consumimos um suco, não passamos pelo ato de mastigar, obviamente porque o alimento não está sólido. Com isso, o suco fica em média de 3 a 5 segundos na boca (em alguns casos talvez uns 10).

Tal tempo não permite que as propriedades ali discutidas consigam trazer algum benefício PARA OS DENTES, naquele momento. Então por si só já considero uma propaganda enganosa falar disso.

Alem de apelativo, todo o conteúdo do site está deturbado o que gera confusão.

Veja um trecho da primeira parte:

Suco de casca de laranja
“A casca de laranja causa uma discreta limpeza dental, que acontece porque muitas pessoas a usam laranjaesfregando nos dentes. Esse atrito acaba removendo a sujeira e a placa bacteriana dando a sensação de que o dente ficou mais branco”, explica a nutricionista. Para fazer esse suco, basta descascar cinco laranjas, deixando o mínimo da parte branca e fervê-las em dois litros de água por trinta minutos. Após esse período, coe e deixe esfriar. Ao fim, adoce a gosto com mel. “É mais gostoso tomá-lo gelado”, diz Larissa.

É de certo que a laranja é usada como uma forma de limpar os dentes em lugarem onde as escovas de dentes são escassas ou inexistentes como em um passado remoto. Embora na cidade não conheço ninguém que utilize o método e mesmo se conhece-se ele não iria obter tanto sucesso assim em clarear os dentes.

Não questiono os benefícios das frutas a longo prazo. Questiono como o conhecimento é vinculado, pois quem lê o blog são pessoas leigas que normalmente não possuem um alto conhecimento das ciências da nutrição. O que acaba por gerar uma confusão mental em todos que leem a notícia e possuem um senso crítico um pouco mais afinado.

Me questiono, até que ponto podemos vincular uma notícia sem o menor escrúpulo com o público que vós assiste.

O açúcar branco e seu sorriso.

image

É impressionante como a mídia e seus veículos de comunicação são vis.
O produto que mais causa cárie no planeta, o açúcar!!! E suas empresas insistem em fazer um marketing ligando o açúcar branco ao sorriso.
Tais propagandas, deveriam ser altamente proibidas pelos órgãos públicos.
O açúcar além disso tudo, faz nossas papilas gustativas ficarem “preguicosas” pois seu consumo em excesso acaba diminuído a percepção do paladar.

Para garantir que isso não aconteça, só existe uma saída: diminuição drástica em seu consumo. Só assim conseguiremos perceber todas as nuances dos alimentos que comemos no dia dia e daí percebemos o quanto que usamos açúcar em excesso.

Porque, para uma vida mais doce, não precisamos adicionar açúcar. Basta enxergar a doçura natural dos alimentos.

Tenham uma boa semana.

Iogurte Greco Batavo faz propagada enganosa!!!

grego_morango_pote_A-1024x682

 

Vamos tomar cuidado com esse tipo de propaganda.

No rótulo, diz que ele tem duas vezes mais proteínas que um iogurte tradicional. Porém ao olhar seu rótulo vê-se queiogurte_natural_integral ele possui a quantidade de proteínas normais para um iogurte natural por porção.

Questionem quando virem propagandas do gênero, o alimento que faz o iogurte greco é o mesmo que faz o iogurte natural da casa de vocês, a matéria prima não muda. Em suma, a não ser que eles tenham inserido proteína de alguma forma, o leite continuará sendo leite.

A porção do iogurte Greco é de 120g enquanto os iogurtes tradicionais contêm, aproximadamente, 170g.

A quantidade de proteína no Iogurte Greco indicada no rótulo é de: 7,4g por porção de 120g

A quantidade de proteína média em um iogurte natural é de: 7,0g por porção de 170g

Se fossemos fazer uma regra de três para igualar a porção, verificaremos que o iogurte greco irá ter 10,4g de proteína por 170g de porção

Em suma: um aumento de 42% aproximadamente e não 2 VEZES CONFORME INDICA O RÓTULO.

Fora que a porção de proteína do iogurte Greco se equipara ao de qualquer iogurte Natural tradicional.

Afinal: o normal é consumir apenas 1 porção por vez. Dessa Forma podemos falar que o Iogurte da Greco possui uma densidade maior, até explica a sua forma bem mais compacta e densa.

Portanto não escolham ele porque TEM MAIS PROTEÍNAS e fará melhor a sua saúde. Pois Iogurte natural, é iogurte natural e sua função FUNCIONAL não muda!!! Desde que acondicionado Adequadamente!

iogurte-grego-batavo

Rotulagem, nem tudo que se lê é confiável!!!

Recentemente, passando em umas gôndolas de um supermercado, mais precisamente, na parte de óleos interessei-me muito por uma parte especial onde existiam óleos diferentes dos habituais, de soja, que estamos acostumados a ver.

Fico muito feliz em ver óleos poliinsaturados nas gôndolas, afinal os seus benefícios para a saúde humana são indiscutíveis e, gorduras poliinsaturadas são escassas no nosso mercado, e quando aparecem são caras e, às vezes não atingem grande parte dos consumidores.

Aos óleos poliinsaturados sua função está mais relacionada a diminuição dos níveis séricos de LDL-colesterol (ruim). Evidencia-se também o menor risco para eventos coronarianos.

Para saber mais sobre lipídios poliinsaturados clique aqui.

Quanto ao quesito ROTULAGEM, sabe-se que é obrigatório seu uso para quaisquer produtos que venham a ser comercializados embalados. Desse modo é muito importante a contratação correta de um PROFISSIONAL com qualidade e de preferência NUTRICIONISTA, ele sim poderá fazer uma rotulagem com qualidade e de forma correta para todos os consumidores “leigos”.

Afinal o que há de errado nessas fotos?

Vocês conseguiram visualizar? Se sim, parabéns! Se não, simples: as contas não batem! Isso mesmo, as contas de rotulagem não batem!!!

Quando estamos falando de óleos: consideramos que 100% sejam de conteúdo lipídico (óleo), ou seja, se temos 100ml de óleo possuiremos a certeza que 100% do conteúdo é realmente óleo.
Claro que devemos desconsiderar as frações não lipídicas que na maioria dos azeites não somam nem 1% do conteúdo total.

Agora, vamos à matemática:

Cada lipídio provém 9kcal, dessa forma vamos ao exemplo abaixo:

Um produto que tenha a porção de 13g de óleo.

Como cada grama provém 9kcal, então teremos no total: 13 x 9 = 117Kcal

Fácil, não?

Então, vamos nos aprofundar no assunto:

Se óleos têm 100% de gorduras, então, será correto dizer que ele não terá carboidratos e, tampouco proteínas.

Agora, quando falamos GORDURAS TOTAIS é o mesmo que dizer a quantidade de óleo total dentro do produto que no caso dos óleos, por eliminação, a quantidade de gorduras totais será o mesmo valor que a porção declarada.

Portanto, como podemos ver o conteúdo de gorduras totais jamais deverá ser menor do que as outras gorduras declaradas por razões tão óbvias quanto o nosso português mesmo diz: SÃO TOTAIS!

Para ficar mais simples a contagem as Gorduras Totais deverá ser o somatório das seguintes discriminativas: Gorduras Saturadas, Gorduras Monoinsaturadas e Gorduras Poliinsaturadas

Vamos contar a quantidade de gorduras da foto número 1:

Porção 13g (então temos, obviamente, 13g de gorduras totais).

– Gorduras totais: 1,3g

– Gorduras Saturadas: 1,5g

– Gorduras Monoinsaturadas: 1g

– Gorduras poliinsaturadas: 10,5g

AGORA VAMOS A NOSSA MATEMÁTICA DE 1º SÉRIE: 1,5+1+10,5 = 13g.

Simplesmente… as contas não “batem”!!!

O produtor declara 13g de porção e, no elemento gorduras totais declara apenas 1,3g. Apesar das contagens totais estarem corretas o produtor colocou as gorduras totais um valor completamente obtuso podendo deixar o consumidor confuso.

Contagem da foto número 2:

Vamos à contagem do óleo de castanha do Pará (um pequeno adendo, não é mais castanha do Pará, mas sim Castanha do Brasil)

Porção 5ml (para essa quantidade de óleo 5ml são praticamente equivalentes a 5gramas)

– Gorduras totais: 5g (beleza!!!)

– Gorduras Saturadas: 0,5g

– Gorduras Monoinsaturadas: 2g

– Gorduras Poliinsaturadas: 8g

VAMOS A MATEMÁTICA: 0,5+2+8 = 10,5g

Pera aí… nessa soma tem 5,5gramas a mais de gorduras do que o discriminado como totais.

Em qual valor devo confiar?

Nas figuras subseguintes o fato ocorre da mesma forma. Sim!!! Da mesma forma!

Portanto, de agora em diante seja um consumidor mais consciente sobre os produtos que consome e, quando vir acontecerem tais fatos, exerça seus direitos de consumidor e reclame!!! Afinal, você está levando para casa um produto que na verdade não sabe se tem dentro dele! Qual a quantidade que realmente existe no produto??? Quanto de gorduras poliinsaturadas temos no produto??? Jamais saberemos…

Para maiores detalhes sobre ROTULAGEM vocês podem acessar a cartilha da ANVISA Clique aqui

 

Este slideshow necessita de JavaScript.