Arquivo da tag: recipes

Pão Australiano caseiro

P_20170330_191202.jpg

Agora amigos leitores, vocês não precisam mais ir ao OUTBACK para degustarem aquele maravilhoso pão australiano que é servido por lá.

Pois este que ensinarei é tão bom quanto o da grande rede de restaurantes. Com um grande adicional: você sabe exatamente o que tem dentro do pão que você fez.

Essa receita é muito perfeita, e o pão fica muito parecido com o do Outback. A grande diferença é que no pão servido na rede, ele leva algumas doses de flavorizantes artificiais de mel.

Como eu sei que leva flavorizantes artificiais? Porque ao experimentá-lo é nítido o sabor forçado de mel que dá para sentir do pão.

Uma observação muito interessante sobre pães australianos: eles não existem na Austrália. Sua invenção vem dos EUA e usam como base o pão de centeio australiano. Que, na minha opinião não se parece em nada com o pão australiano.

Principalmente, porque a a base da receita americana para fazer o pão australiano é o mel, cacau e o centeio. Já o pão de centeio australiano não leva mel nem cacau, deixando o pão de centeio australiano com uma colocarão completamente diferente do que conhecemos como “pão australiano”.


Vamos a receita:

  • 500g de farinha de trigo
  • 300g de farinha de centeio
  • 50g de fermento biológico fresco ou 17g de fermento biológico seco
  • 200g de água
  • 4 ovos
  • 30g de cevada
  • 30g de cacau em pó (100%)
  • 100g de mel
  • 50g de melado
  • 100g de manteiga
  • 20g de açúcar mascavo
  • 10g de sal
  • fubá para polvilhar

MODO DE PREPARO:

  1. colocar todos os ingredientes secos em uma tigela funda;
  2. misturar bem;
  3. misturar todos os outros ingredientes com exceção da água;
  4. sovar bem até misturar todos os ingredientes;
  5. ir adicionando água aos poucos até que a massa esteja completamente misturada e não pegajosa, sem que a massa de farinha não grude nas mãos;
  6. sovar bem, por uns 5 minutos na mão (1 a 2 minutos na batedeira na velocidade máxima);
  7. deixar a massa descansando por 20 minutos e sovar novamente por mais 5 minutos (1 a 2 minutos na batedeira em velocidade máxima);
  8. separar a massa na quantidade desejada, fazer os formatos desejados podendo ser os cilindros tradicionais já conhecidos ou bolas;
  9. polvilhar fuba por cima da massa;
  10. com o auxílio de uma faca extremamente bem afiada ou então um estilete faça cortes transversais finos na massa cilíndrica ou então em cruz para as massas no formato de bola.
  11. deixar fermentando lentamente, com um pano úmido por cima. Em um local fresco e arejado por aproximadamente 5 horas. Tomar cuidado e verificar de hora em hora se a fermentação não passou do ponto.
  12. colocar os pães em forno pré aquecido à 300°C, por 15 a 20 minutos e depois diminuir a temperatura do forno para 180°C e deixar por mais 20 minutos. Ou até que os pães estejam assados.
P_20170330_190029.jpg
Os pães já assados, como ficam lindos. Normalmente eles triplicam de volume

Espero que tenham gostado, um grande abraço a todos e não deixem de comentar.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Pão de Hambúrguer sem glúten – Especial GreenNation

img-20161125-wa0223

Fui convidado para participar de uma das oficinas de alimentação saudável (para crianças e adolescentes) para o evento GreenNation.

Resolvi então refazer uma receita de pão de hambúrguer que já tinha feito em outra ocasião, junto com duas receitas de hambúrgueres caseiros para acompanhar.

Falar de ambiente e sustentabilidade na alimentação para mim é importantíssimo pensar em todos os referenciais que tenho sobre commodities e mercadoria.

Por isso acho importante a divulgação de novas preparações que fujam dos habituais produtos das prateleiras dos supermercados. Prefiro pensar que quando eu deixo de comprar um hambúrguer industrializado estou “quebrando” toda uma cadeia produtiva de consumo que se baseia em: embalagens, conservantes, ingredientes desconhecidos e total desinformação da quantidade de insumos que foram colocados ali dentro.

Para vocês terem uma ideia, a Portaria Ministerial nº 574, de 8 de dezembro de 1998, regulamenta que hambúrgueres industrializados podem conter até 23% da gordura animal daquele produto específico. Isso quer dizer que, em cada 100g de hambúrguer que preparo estou consumindo 22g de gordura animal (2 COLHERES DE SOPA CHEIAS DE SEBO).

Dessa forma eu sempre preferi a ideia de nós mesmo fazermos nosso próprio alimento.

Assim: eu sei como eu fiz, eu sei a qualidade dos produtos ali utilizados e as condições higiênicas ali envolvidas.

Bom, vamos as receitas.


Pão de hambúrguer de polvilho sem glúten

Rendimento: 20 mini pães

Ingredientes:

  • 8 xícaras de polvilho azedo
  • 8 ovos
  • 4 batatas pequenas
  • 2 colheres de café de sal
  • 2 colheres de sopa de açúcar
  • 140ml de azeite
  • 2/3 de farinha de linhaça
  • 20 gramas de fermento biológico seco

Modo de preparo:

  • cozinhar as batatas com casca. Depois de cozidas, amassar até obter um purê. Esperar esfriar antes de misturar com os outros ingredientes.
  • Em uma tigela, coloque todos os ingredientes e misture muito bem.
  • Fazer pequenos boleados com as mãos e coloque um a um em uma forma untada ou então antiaderente.
  • Para mini Hambúrgueres, utilize 60g de massa.
  • Para Hambúrgueres tradicionais, utilize 100g de massa.
  • Deixar a massa descansando por uma hora, para fermentar em um local quente e arejado.
  • Colocar o forno para esquentar em 300°C e deixar por 10 minutos.
  • Ao colocar os pães no forno, abaixar a temperatura para 190°C. deixar por aproximadamente 30 a 45 minutos. ou até que o fundo da massa esteja ligeiramente corados.

Hambúrguer de grão de bico vegano

Rendimento: 4 porções

 Ingredientes:

  • 100g Grão de bico
  • ½ unidade pequena de cebola
  • 50g de Azeite
  • 1 colher de chá Sal
  • Pitada de pimenta do reino
  • Quanto baste de amido de milho
  • 1 molho pequeno de salsa

 Modo de preparo:

  • Cozinhar os grãos de bicos previamente e descartar sua água de cocção. Deixar em um bolw por duas horas afim que seus grãos fiquem mais secos.
  • Passar os grãos de bicos no processador até que fique em consistência homogênea.
  • Adicionar a cebola micro picada, o sal, o azeite, a pimenta e a salsa picada. Misturar bem.
  • Por último, acrescente o amido de milho e vá misturando aos poucos até obter uma consistência adequada para moldar a massa com as mãos.
  • Pegar uma quantidade suficiente para fazer os moldes dos hambúrgueres com as mãos.
  • Depois de moldados, untar levemente com amido de milho.
  • Colocar azeite em uma frigideira e gralhar os hambúrgueres até ficarem dourados.
  • Montar o hambúrgueres e servir.

 

Hambúrguer tradicional

Rendimento: 4 porções

 Ingredientes:

  • 350g Carne moída processada duas vezes (patinho, ou lagarto plano)
  • 2 colheres de sopa de cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 1 colher de chá de Sal
  • Pitada de pimenta do reino

 Modo de preparo:

  • Processar a carne moída duas vezes, afim de que ela fique bem misturada.
  • Em uma tigela, adicionar o azeite, sal, pimenta e o alho picado. Misturar bem e amassar bem com as mãos ou com o auxílio de um batedor.
  • Separar as carnes em bolos de 100g. fazer os moldes, boleando com as mãos.
  • Colocar azeite em uma frigideira e gralhar os hambúrgueres até ficarem dourados.
  • Montar o hambúrgueres e servir.

Pão de Ló sem GLÚTEN

IMG_5854

Essa massa de pão de ló é para deixar guardada na gaveta. E sempre que você precisá-la fazer a uma pessoa que não pode ingerir glúten.outsidebox

Ou para você mesmo que não pode consumir glúten por algum motivo especial.

O que eu mais gosto nessa massa é que ela desmitifica certos pré conceitos: quando falam que fazer bolos sem glúten é difícil ou fica ruim.

E como é simples fazê-la sem realizarmos grandes alterações.

Aliás, para muitos que ainda insistem em dizer que para certas preparações é necessário o uso do trigo. Acho esse pensamento muito retrógrado em um mundo com tantos alimentos e tanta diversidade,  é diminuir demais a nossa capacidade de transformar o alimento.

Portanto, não fiquemos pensando dentro da caixa. A primeira regra que devemos ter em mente é justamente não pensar dentro dela

Vamos a receita:

INGREDIENTES:

  • 4 ovos
  • 180g de açúcar branco
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 pitada de sal
  • 130g de amido de milho

PREPARO:

  • Coloque as claras e as gemas em duas vasilhas separadas. Misture o açúcar com as gemas. Adicione também a baunilha e bata com a batedeira até formar um creme claro e reserve;
  • Bata as claras em neve. Adicione o sal enquanto bate.
  • Misture as claras com o creme de gemas. Adicione o amido peneirado e volva delicadamente;
  • Pré aqueça o forno em temperatura média (190ºC).
  • Untar uma assadeira redonda com aproximadamente 30cm com óleo e amido de milho e despeje a massa.
  • A massa fica pronta em aproximadamente 20 a 30 minutos, ou até que se enfie uma faca afiada e ela saia limpa.
  • Após pronto, retire do forno e, deixe esfriar antes de desenformar.

RESSALVAS:

Fiz a massa não com açúcar branco conforme enalteço na receita, mas sim com açúcar demerara que é ligeiramente mais escuro, o que deixa a massa com uma tonalidade de caramelo conforme podem ver nas fotos. Caso façam com açúcar demerara, primeiramente deverá batê-lo no liquidificador, pois ele é muito grosso para fazer o creme de gemas inicial, podendo estragar a maciez da massa.

A massa tende a ficar com um gosto ligeiramente acentuado de ovo, normal em uma massa de pão de ló desse tipo, onde precisa-se de bastante creme de ovos e claras em neve para dar a aeração a preparação

Como fazer sua própria manteiga de amendoim

manteiga-amendoin

Amendoim é um alimento incrível.

Com ele podemos fazer diversas preparações desde saladas até doces.

No Brasil, ele está muito lincado a preparações juninas tais como: pé de moleque, paçocas, caramelados.

Na Ásia, principalmente china e Tailândia, é amplamente utilizado dentro dos pratos salgados. É muito comum vermos arroz cozido com amendoim, saladas com amendoim, molhos a base de leite de coco com amendoim, grelhados em gordura de amendoim.

Então chegamos a pasta de amendoim. Quem não gosta de pasta de amendoim? Eu adoro…porém o preço….me deixa até com náuseas (mas é isso mesmo??? Quase R$ 40,00 o quilo. Não acham um absurdo!!!)

Se formos ver o preço do amendoim cru, ele não chega nem a R$20,00/kg. Então fico imaginando de onde que vem esse preço que as empresas praticam. E ainda pior, a qualidade nem é tão boa assim.

Então vamos a receita:

  • 500 gramas de amendoim cru (se preferir compre já torrado, pois dará muito menos trabalho);
  • 1 a 2 colheres de sopa de óleo de soja;
  • 1/2 colher de sopa de açúcar (ou a gosto);
  • pitada de sal (a gosto);

1 Passo: assar os amendoins. Coloque os amendoins em uma forma e asse-os em forno já pré aquecido a 180ºC por aproximadamente 10 minutos. Mexa de vez em quando para não queimar os amendoins.

Depois de assados, deixar os amendoins esfriando.

2 Passo: retirar as cascas dos amendoins;


3 Passo: com o auxílio de um processador de lamina de metal, processe os amendoins por aproximadamente 2 minutos ou até que se forme uma massa firme. Vá adicionando mais e mais amendoim até a capacidade do processador comporte. Processar a massa até formar uma pasta da consistência desejada.

Obs.: pasta de amendoim é uma pasta então, você pode dar a consistência que deseje a ela.


4 Passo: caso deseje dar mais cremosidade a pasta adicione o óleo de soja.

obs.: Eu sinceramente não gosto de colocar óleo algum na pasta, pois o amendoim por si só já possui muita gordura.

5 Passo: adicionar uma pitada de açúcar e sal para ajustar o sabor de sua pasta.

6 Passo; colocar em um pote de vidro e armazenar em geladeira.

“A Manteiga de Amendoim pode ter diversas consistências, dê a sua.”

Mas tenha muito cuidado apesar do amendoim ser um alimento muito proteico e nutritivo, aproximadamente 40% de seu conteúdo é gordura e portanto, caso não consumido com moderação vai engordar.

Segue os valores Nutricionais por 100 gramas de alimento:

  • Calorias: 585
  • carboidratos: 20,3 g
  • proteína: 27,2 g
  • lipídio: 43,9 g
  • fibras: 8 g

É um alimento muito proteico, rico em fibras, magnésio, potássio e fósforo

Apreciem sempre com moderação, pois alimentação saudável é antes de tudo ser consciente com o que colocamos para dentro de nosso organismo.

Salada de Grão de bico

Grão de bico é um alimento fantástico, com ele podemos fazer muitas receitas.

Vamos a receita:

  • Cozinhar os grãos de bicos. Para isso basta colocar os grãos de bico em uma penela de pressão, quando pegar pressão, deixar por no máximo 20 minutos, afim de não deixar os grãos muito macios.
  • Picar cebolas e as abobrinhas e refogar com um pouco de azeite na frigideira
  • Depois de refogadas, adicionar repolho picado na frigideira e refogar por um minuto.
  • Adicionar o grão de bico na frigideira;
  • Mexer todos os ingredientes bem;
  • Adicionar azeite e temperar com sal e pimenta a salada;
  • Combina muito bem com uma carne assada;

Viu como ficou simples, gostoso e fácil?

Outra maneira de fazer Grão de bico é adicionar molho vinagrete  e alface americana cortada bem fina.